Buscar

Esportes Equestres e suas Modalidades.

Atualizado: Out 27


Para nós que vivemos "do" e "no"meio do cavalo, a maioria das Modalidades Equestres não são novidade, estamos sempre de alguma forma acompanhando o que acontece no Mundo Equestre, mas para a grande maioria das pessoas, apesar do cavalo ser um animal extremamente inserido na nossa cultura, é um assunto muito longe do cotidiano e é sempre carregado de muita dúvida e curiosidade. Sempre que falo que sou Fotógrafa Equestre, as reações são as mais diversas, mas a maioria é de espanto, acham inusitado e a razão é exatamente o que descrevi acima, não faz parte do dia a dia das pessoas.


Ao longo da minha carreira tive e tenho o prazer de fotografar algumas dessas modalidades nos Eventos Esportivos e presenciar seus bastidores, aprender suas características e vivenciar o seu ambiente, não sou expert, mas vou tentar trazer um pouco de cada modalidade, baseado no que aprendi e em fontes seguras das Associações de cada esporte.


A idéia aqui não é descrever tecnicamente, mas sim dar uma visão geral e tentar explicar de uma forma simples como funciona cada modalidade.


Um detalhe não tão bobo, mas não menos importante é esclarecer que o Cavalo é uma Espécie Animal, subdividida entre várias raças com características e temperamentos distintos, o que nos leva a entender que cada Modalidade se utiliza de Raças específicas para alcançar seus objetivos. Estamos falando de estrutura morfológica, tipo de andamento, genéticas específicas que trarão o melhor desenvolvimento dentro de cada Modalidade Equestre.


Outro fato importante é que a maioria das modalidades equestres, homens e mulheres competem em igualdade de condições, não há distinção.


Dito isso, vamos para a primeira e talvez uma das Modalidades mais importantes dentro da Equitação clássica.



Adestramento ou Dressage

É a expressão máxima de treinamento e elegância de cavalos.


Gisele Tomazela - Adestramento

O Adestramento ou Dressage, faz parte das três modalidades equestres olímpicas juntamente com o Salto e o CCE - Concurso Completo de Equitação, dentre todas as modalidades esportivas da equitação, sem dúvida é a mais clássica, seus princípios básicos são os pilares da Equitação Acadêmica e adotados por todas as demais modalidades.

Sua origem vem das antigas práticas de guerra nos exércitos europeus, acreditavam que, para sobreviver a uma batalha, a cooperação entre o cavaleiro e o cavalo deveria ser completa, então desenvolveram um método de adestramento.


Que se diga logo, a sintonia entre homem e animal é sem dúvida alguma essencial e necessária em qualquer esporte equestre, porém no Adestramento isso transcende, a harmonia precisa ser passada para o público, com a sensação de serem um só, o conjunto precisa estar pleno, os movimentos precisam ser sutis, naturalmente calmos. Um verdadeiro Balet Equino.



Na prática

Para um desavisado que assiste a uma prova de Adestramento, ele pode pensar, o cavalo está fazendo tudo sozinho, foi treinado para isso e executa de memória, ledo engano, existe muita técnica e treino justamente para que passe essa impressão para o público.


A comunicação com o cavalo se dá através de comandos que podem ser pedidos pelo assento (montaria), mudanças de peso para manter ou mudar o equilíbrio do cavalo, das pernas e/ou das rédeas. A montaria precisa ser leve e a favor do cavalo, interpretando bem todas as reações.


Gisele Tomazela - Adestramento


Regras
  • As provas podem ser realizadas em área aberta ou em pistas fechadas, desde que o solo seja de areia e o espaço, de 20 m por 60 m;

  • Os atletas devem realizar movimentações de manobras obrigatórias (“reprise”), previstas e pré-determinadas pelo programa de provas;

  • As movimentações são avaliadas por três ou cinco juízes, que ficam distribuídos pelo percurso da prova. Por sua vez, os movimentos devem ser memorizados e executados com harmonia e perfeição pelo cavalo e seu condutor;

  • As disputas são categorizadas conforme a idade dos atletas e o grau de dificuldade das provas, sendo que, para essa modalidade, existem três categorias: Amador, Profissional e Sênior;

  • As notas são atribuídas em scores de 0 a 10, somadas e, assim, apresentadas em percentual. Desse modo, determina-se o vencedor conforme o melhor percentual obtido.


Raças

Para praticar a modalidade, busca-se animais com impulsão, retidão e movimentação elegante. As principais raças utilizadas são: Brasileiro de Hipismo, Lusitano, Hanoveriano, KWPN, Sela Francês, Sela Belga, Holsteiner.


* fontes: www.foi.org; www.cbh.org.br;


Gisele Tomazela - Logo